Conecte-se Conosco

Negócios

Investidores internacionais de olho na prestação de Serviço de Conservação Ambiental no Brasil

Publicado

em

Prestação de Serviço de Conservação Ambiental no Brasil

Entrevistamos o investidor Anjo e estruturador José Antônio Bittencourt, o qual é Co Founder da Greener.

O senhor pode explicar que mercado é este que está nascendo no Brasil?
José Bittencourt; o Brasil será a capital mundial de prestação de serviços ambientais.

Os países desenvolvidos que têm um mercado regulado e consolidado para o carbono sequestrado, evitado e de reflorestamento entenderam que para controlar o aquecimento global de forma definitiva somente este movimento do carbono clássico não basta. Tem que investir pesado e apoiar países que prestam serviço de conservação ambiental, ou seja, países que possuem florestas tropicais/ nativas intactas e conservam estes biomas.

Conservar áreas públicas ou privadas?
Os dois. Quem tem área privada de floresta nativa e tem custo para evitar desmatamento e queimadas precisa ser remunerado por isso. Áreas públicas onde o estado tem o compromisso e investimento de manter conservada também tem que ser remunerada.

Como funciona isso na prática?
O proprietário de área que detém florestas nativas em pé ( privado ou pública) contrata um inventário florestal e da biodiversidade para mensurar o carbono estocado neste ecossistema. Existem metodologias brasileiras que fazem este inventário. Após ter o inventário florestal e ecossistêmico o proprietário da área contrata uma certificação de uma auditoria independente para certificar e válidar os quantitativos que o inventário florestal apurou. O proprietário da área contrata um projeto ambiental para a comunidade em torno da área. Onde este projeto contemplará o social ( investimento em educação ambiental, extrativismo, investimento em infra estrutura para a comunidade local).

Estas áreas que prestaram este serviço ambiental serão monitoradas por qual o período?
O projeto de conservação de serviço ambiental é um organismo vivo, tem que ter monitoramento permanente!

José Antônio Bittencourt - Cofounder da Greener - Foto: Acervo Pessoal

José Antônio Bittencourt – Cofounder da Greener – Foto: Acervo Pessoal

Já existe algum projeto destes em desenvolvimento?
Sim. Temos uma área de 150 mil hectares no bioma Amazônia já prestando este serviço ecossistêmico para a humanidade. O projeto teve certificação por uma auditoria internacional, tem monitoramento mensal de desmatamento e queimadas por satélite contratado.
Um coeficiente do resultado da venda do serviço de conservação vai ser destinado e revertido à comunidade ribeirinha em forma educação, placa solar, poços artesianos e extrativismo.

Isto pode trazer divisas para o Brasil?
Sim. O estado brasileiro poderá criar um bond verde lastreado na prestação de serviço ambiental prestado em sua áreas públicas. Isto pode vir a colocar o Brasil em um patamar internacional privilegiado! Trazendo riqueza e destaque ao Brasil em acordos bilaterais.

O senhor entende que o carbono clássico vai perder espaço ?
De forma alguma!! O Carbono Red +, carbono de reflorestamento, carbono evitado e carbono de metano vão cada vez mais agregar valor e ser fundamental para o equilíbrio do planeta. O que digo que somente isto não basta!! O mundo tem que conservar suas florestas nativas/tropicais com seus ecossistemas que são vitais para a vida!!

O investimento para conservar uma floresta em pé e prestar o serviço ambiental custa caro?
Sim. Custa caro! Envolve vários prestadores ( quem faz o inventário, quem certifica, quem monitora, investimento em projeto sociais, logística, etc).

O senhor pode dar um exemplo de quanto gastou neste projeto laboratório?
Temos um projeto em uma área de 150 mil hectares. Gastamos até agora aproximadamente 30 milhões de reais e como o projeto é um organismo vivo continuamos tendo gastos recorrentes.

José Antônio Bittencourt - Cofounder da Greener - Foto: Acervo Pessoal

José Antônio Bittencourt – Cofounder da Greener – Foto: Acervo Pessoal

O retorno financeiro é compatível com o gasto?
Temos a convicção de que além de prestarmos um serviço ao planeta, seremos bem remunerados frente ao investimento feito.

Quem compra?
Este mercado de pagamento por serviços ecossistêmicos está sendo consolidado para compradores estrangeiros. As empresas de capital aberto na Europa para estarem complace no balanço terão de estarem ESG. Cada vez mais o consumidor vai cobrar delas investimento em projetos que evitem o aquecimento global e conservem as reservas naturais do planeta.

E o Brasil o que tem feito no âmbito da legislação?
O Brasil regulamentou a lei da CPR Verde que já estabelece pagamento por serviços ambientais/ ecossistêmicos. Um grande avanço!! O governo está elaborando um projeto de lei que regulamentará o Carbono no Brasil. Trazendo demanda para o setor e contribuindo para diminuir o aquecimento global. O governo está empenhado em aprovar o novo PL até o final de 2023. Isto será um marco para o país. A ideia é anunciar na COP deste ano em Dubai que o Brasil aprovou legislação que regulamentou o carbono. O Brasil com certeza será o grande protagonista mundial neste setor e pioneiro em desenvolver metodologia que mensure valor a prestação de serviços ambientais/ ecossistêmicos / Carbono estocado.

Isto mudará o PIB do Brasil. Colocará o Brasil na vanguarda mundial!! O Brasil tem o petróleo verde!!!

Negócios

Glaudstar Rigoni, uma mulher empreendedora, mentora e escritora

Publicado

em

De

Glaudstar Rigoni nasceu na região do sertão baiano, mais especificamente em Capim Grosso. Atualmente, reside no estado do Espírito Santo. Durante sua juventude, trabalhou auxiliando sua mãe na venda de salgados dentro da sala de aula, e casou-se muito jovem. Enfrentou dificuldades desde cedo, com pais que tinham vivências pesadas em vícios, o que a acompanhou até a idade adulta, assumindo muitas responsabilidades em relação a eles. Mesmo com esses desafios, nunca deixou de sonhar e acreditar em dias melhores. Após ingressar na faculdade de enfermagem, obteve sucesso, o que a levou a conquistar o passaporte europeu. A partir desse momento, decidiu seguir novos horizontes e passou a investir em perfumes importados, gerando lucros maiores do que quando vendia outros produtos durante a graduação, como sapatos, roupas, cintos e bijuterias. Mesmo com a sua filha pequena, ela administrava sua residência, onde era casada naquela época, cuidava da criança de forma exemplar e ainda frequentava a universidade.

“Atualmente, após enfrentar diversas experiências negativas ao longo da vida, consegui distinguir o que é ruim e o que é bom. Sempre foi algo marcante para mim, o que me levou a começar a vender produtos importados, viajando em busca dos meus perfumes e cremes favoritos. Inclusive, cheguei a comercializar eletroeletrônicos. Com o passar do tempo, percebi o desejo de iniciar minha própria linha de produtos. Esse sonho eu venho alimentando há alguns anos e, agora, em 2024, no dia 25/05, será o lançamento da minha linha de cosméticos juntamente com meu primeiro livro, do qual me orgulho muito. Minha trajetória nunca foi fácil, sempre enfrentei desafios e obstáculos, mas sempre acreditei que era uma aprovação divina e que iria dar certo. Mesmo enfrentando desertos, humilhações e adversidades, acredito que o melhor ainda está por vir. Construí uma família maravilhosa, apoiei minha filha a estudar medicina, viajei para 28 países e aprendi diversos idiomas. Em todos os lugares por onde passo, faço questão de deixar um sorriso e as portas abertas. Aqueles que não me enxergam de forma positiva, apenas refletem suas próprias limitações. Aprendi a ter paciência e espero que vocês gostem um pouco da minha trajetória.” Glaudstar Rigoni.

Continue lendo

Negócios

Conheça a ‘Praetorian Capital Group’: gestora de fundos imobiliários do empresário Ricardo Oliveira, uma opção segura de investimento para brasileiros nos Estados Unidos

Publicado

em

De

A Praetorian Capital Group, gestora americana de fundos imobiliários de estratégia múltipla, está revolucionando o mercado ao disponibilizar aos investidores oportunidades de rentabilidade expressiva nas áreas comerciais e residenciais nos estados da Flórida e Texas. Esses estados são reconhecidos como os mais dinâmicos em termos de crescimento econômico nos Estados Unidos, atraindo uma quantidade significativa de investimentos no setor imobiliário.

Embora seja uma empresa americana, a Praetorian Capital Group tem um toque brasileiro em sua liderança. Seu sócio-fundador, Ricardo Oliveira, é brasileiro com cidadania americana e reside nos EUA há 24 anos. Oliveira, além de CEO da Praetorian Capital, também é Broker e CEO das Imobiliárias Praetorian Realty, Miami Brazil Investments & OVD Realty. Sua expertise no mercado imobiliário da Flórida garante know how, com mais de 20 anos de experiência e mais de 600 milhões de dólares em vendas residenciais no estado.

A equipe da Praetorian Capital Group possui vasta experiência na construção civil nos Estados Unidos, com milhares de unidades construídas em diversos estados, incluindo Flórida e Texas, e mais de 1 bilhão de dólares em vendas de projetos multifamiliares, comerciais e residenciais.

Fundo imobiliário inovador

Recentemente, a empresa lançou um fundo imobiliário inovador, apresentando uma estratégia diversificada de investimento. Este fundo oferece oportunidades de investimento em projetos multifamiliares, residenciais de luxo e ultra-luxuosos na Flórida, bem como aquisição de terrenos para desenvolvimento de projetos múltiplos. No Texas, a Praetorian disponibiliza investimentos em imóveis comerciais, além de aquisição e desenvolvimento de terrenos para projetos multifamiliares, comerciais e residenciais.

A proposta da gestora é proporcionar aos investidores uma proteção patrimonial em dólar, juntamente com uma rentabilidade acima da média dos ativos similares nos mercados americano e brasileiro. Tudo isso é oferecido com clareza, transparência e segurança, tornando a Praetorian Capital Group uma opção segura e confiável para investimentos nos Estados Unidos.

Serviço

Para saber mais sobre as oportunidades de investimento oferecidas pela Praetorian Capital Group, entre em contato com os profissionais da empresa.

Telefone (+1-561-479-9047)

E-mail ricardo@praetoriancg.com

Instagram @praetoriancapital ou acessar seu linktr.ee/praetoriancapital

Continue lendo

Negócios

Inovação e Estratégia: o caminho para o sucesso das transportadoras

Publicado

em

De

Em um mercado global cada vez mais conectado, a logística e o transporte de cargas desempenham papéis fundamentais na cadeia de suprimentos, impactando diretamente a economia e o comércio mundial. Diante desse cenário, transportadoras buscam constantemente inovar e adaptar suas estratégias para não apenas sobreviver, mas prosperar. Com o avanço tecnológico e a crescente demanda por serviços logísticos eficientes e personalizados, a inovação se apresenta como a chave para desbloquear o potencial de crescimento e diferenciação no competitivo mercado de logística.

Com o objetivo de oferecer um guia prático para o sucesso, o Transvias destacou nove estratégias inovadoras que prometem revolucionar a forma como as transportadoras operam e se comunicam com seu público-alvo.

  1. Análise de Mercado e Segmentação: É imperativo realizar uma análise de mercado para identificar oportunidades de crescimento e segmentos de clientes potenciais. “Compreender as necessidades específicas de cada segmento permite criar estratégias mais eficazes,” afirma Célio Martins, gerente de novos negócios do Transvias.

 

  1. Estratégias de Diferenciação: Identificar o que torna sua empresa única é crucial. Seja através de tecnologia, serviço ao cliente ou práticas sustentáveis, é importante comunicar esses diferenciais aos clientes.

 

  1. Expansão da Rede de Parceiros: Construir uma rede de parceiros estratégicos pode abrir novas portas e criar oportunidades de negócios inexploradas.

 

  1. Investimento em Tecnologia: A tecnologia é um facilitador chave para melhorar a eficiência operacional e a experiência do cliente, desde sistemas de gerenciamento de transporte até soluções de rastreamento em tempo real.

 

  1. Desenvolvimento de Soluções Sob Medida: Oferecer soluções personalizadas pode ajudar a atender às necessidades específicas de diferentes clientes ou setores, destacando sua empresa no mercado.

 

  1. Fortalecimento da Presença Online e Parcerias Estratégicas: Uma forte presença online, complementada por parcerias estratégicas com plataformas como o Transvias, pode aumentar significativamente a visibilidade e atrair novos clientes. “A associação com plataformas respeitadas amplia nosso alcance de mercado,” destaca Martins.

 

  1. Programas de Fidelidade e Recompensas: Programas de fidelidade incentivam a retenção de clientes ao recompensá-los por sua lealdade, estimulando um aumento nas vendas.

 

  1. Capacitação da Equipe de Vendas: Uma equipe de vendas bem treinada é essencial para explorar novas oportunidades de mercado e comunicar eficazmente o valor dos serviços oferecidos.

 

  1. Feedback e Melhoria Contínua: Estabelecer um ciclo de feedback com os clientes permite à empresa ajustar suas estratégias e serviços para melhor atender às expectativas do mercado.

“Implementando essas estratégias, as transportadoras podem não apenas ampliar suas vendas, mas também fortalecer sua posição no mercado de forma sustentável e estratégica”, aponta Martins. 

Sobre o Transvias

Fundado em 1951, o Transvias se consolidou como o principal guia de transportes do Brasil. Com a missão de facilitar o redespacho de carga em todo o território nacional e no Mercosul, o Transvias é uma ferramenta indispensável para conectar indústrias, comércios e transportadoras. O guia oferece uma plataforma abrangente, tanto em sua versão impressa, que circula semestralmente, quanto na sua versão online, sempre atualizada.

O Transvias mantém um extenso cadastro atualizado com mais de 12 mil transportadoras, cobrindo mais de 1.4 milhão de rotas em todo o país. Esta rede extensa permite uma eficiente conexão entre transportadoras e clientes em todos os estados do Brasil, aumentando a eficácia e agilidade nas transações comerciais e no transporte de cargas. Especializado no transporte de cargas fracionadas, o Transvias atende à crescente demanda de empresas e indivíduos que necessitam de transporte para quantidades menores de produtos. Este sistema é crucial para setores como e-commerce, varejo e indústria, e oferece vantagens como transparência nas negociações de frete e eficiência na entrega de mercadorias.

O Transvias desempenha um papel vital na economia brasileira, facilitando não apenas transações comerciais, mas também contribuindo significativamente para o crescimento econômico do país. O mercado de carga fracionada, essencial no setor logístico brasileiro, representa cerca de 61% do total do transporte de cargas no país, com um movimento anual de mais de U$70 bilhões.

Para mais informações, visite o site do Transvias:  https://www.transvias.com.br

Continue lendo

Destaque