Conecte-se Conosco

Cultura

Inscrições para redes públicas de ensino interessadas em promover educação cidadã em 2024 vão até 30 de novembro

Publicado

em

ONG apoia escolas a atuar de acordo com Lei 10.639, que estabelece obrigatoriedade do ensino de História e Cultura Afro-Brasileira

A ONG Viven – Cidadãos para um Amanhã Melhor – recebe até o dia 30 de novembro as inscrições das escolas das redes públicas que queiram contar com seu programa de formação em Educação Cidadã. Podem ser apoiadas pela Viven, escolas das redes de ensino municipais, estaduais ou federais. A ONG conta com financiamento privado e as selecionadas não terão que arcar com qualquer custo.

O propósito da Viven é trazer a Educação Cidadã e contribuir com a formação integral dos estudantes, sempre preservando o contexto e as particularidades de cada escola. Por meio da parceria, a Viven responde pela formação dos professores e oferece suporte para que eles multipliquem as mesmas vivências com seus estudantes.

“Trabalhar com o suporte da Viven é sensacional. Seu grande diferencial são as metodologias ativas que colocam a teoria em prática e tornam o ambiente de estudos leve e construtivo”, conta Kátia Flávia Porfirio de Farias Silva, gerente da área pedagógica da Secretaria de Educação do Município de Junqueiro, em Alagoas. “Nossas formações não são mais as mesmas desde que conhecemos a Viven: crescemos e amadurecemos profissionalmente e aprendemos com a Viven que – para dar o nosso melhor – precisamos vivê-lo em nós mesmos”, complementa.

Para Pollyanna de Lima Freire, gestora de Escolas Técnicas da Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco, a Viven contribui de maneira significativa para o desenvolvimento das competências socioemocionais dos estudantes do Ensino Médio. “O projeto se destaca pelas formações promovidas aos professores e pelo acompanhamento individualizado dos docentes, engajando-os e preparando-os para trabalhar a temática em sala de aula”, explica. “A Viven fomenta uma formação ampla e desenvolve competências socioemocionais, em linha com a política pública de Educação Integral de Pernambuco, que busca formar os estudantes considerando todas as dimensões do ser humano”, acrescenta.

O trabalho da Viven tem origem na High Resolves, organização pioneira que, desde 2005, leva a Educação Cidadã a escolas de diversos países. O trabalho utiliza conceitos da Neurociência, Teoria dos Jogos e Economia Comportamental, com resultados comprovados na prática. No Brasil desde 2019, a ONG já implementou sua metodologia em 318 escolas de 111 cidades, contando com mais de 170 mil participações de estudantes nas vivências desenvolvidas.

Poderão se inscrever no edital da Viven, redes públicas de todas as regiões do Brasil que ofereçam Ensino Fundamental II (6°, 7°, 8° e 9°), Ensino Médio (Regular ou Técnico), EJA (Ensino Fundamental II e Médio), tanto de escolas de tempo parcial, como integral.

A Viven E Sua Contribuição Para A Lei 10.639

“Dentro da nossa atuação, um dos temas que trabalhamos é a equidade racial. Por meio de uma trilha formativa, contribuímos com as redes comprometidas em atuar de acordo na Lei 10.639, que estabelece a obrigatoriedade do ensino de História e Cultura Afro-Brasileira nas escolas do Brasil”, conta Lina Wurzmann, fundadora e presidente da organização.

As inscrições das escolas interessadas podem ser feitas por meio do site https://www.viven.org.br. As selecionadas para a parceria com a Viven em 2024 serão informadas até 15 de dezembro de 2023. Para saber mais sobre o trabalho da Viven nas escolas do Brasil, além do site, acesse suas redes sociais @viven.org.br (Instagram/LinkedIn/Facebook) ou escreva para contato@viven.org.br.

Cultura

Escola de Teatro Cria promove educação e inclusão para crianças do Caju e zona portuária

Publicado

em

De

Atividades são gratuitas e acontecem em escolas públicas

A Escola de Teatro Cria está transformando a vida de 1.000 crianças e jovens do bairro do Caju e zona portuária, utilizando o teatro como ferramenta de educação e inclusão. Por meio do Método Cria,que combina elementos do teatro com a Pedagogia Waldorf, o projeto está presente em seis polos teatrais espalhados pela região e se tornou disciplina eletiva em escolas públicas da região.

Nas oficinas, as turmas são organizadas por faixas etárias, garantindo que as técnicas teatrais e os conteúdos educacionais sejam adequados ao desenvolvimento de cada grupo. A abordagem visa estimular o conhecimento, o raciocínio lógico, o equilíbrio emocional e a iniciativa para a ação.

“A metodologia do Método Cria é projetada para atender as necessidades específicas de cada faixa etária, proporcionando um ambiente de aprendizado que é ao mesmo tempo divertido e profundamente transformador,” destaca Laura Campos Braz, idealizadora e diretora artística do projeto. “Nosso objetivo é gerar um impacto direto nas escolhas de vida das crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, possibilitando uma mudança significativa em sua comunidade.”

O público-alvo principal do projeto são crianças e jovens com idades entre 3 e 21 anos, residentes no Caju e arredores, em situação de vulnerabilidade social e que são estudantes da rede pública de ensino. Com o trabalho realizado, o Projeto Cria foi certificado como o primeiro Ponto de Cultura do Caju, um reconhecimento de sua importância na promoção da cultura e da arte na região e conquistou o primeiro lugar na categoria Arte Educação no edital de Retomada Cultural realizado pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (Secec).

“O reconhecimento como o primeiro Ponto de Cultura do Caju é uma prova do trabalho árduo e dedicação de toda a nossa equipe”, acrescentou Jaura . “Estamos comprometidos em continuar oferecendo oportunidades educacionais e culturais que façam a diferença na vida de nossos jovens”.

Para mais informações sobre a Escola de Teatro Cria e como apoiar esta iniciativa acesse https://projetocria.org.br/

Continue lendo

Celebridades

De volta ao Brasil Marco Marconi do Boleiros Tips comenta sobre assistir à Final da Champions League

Publicado

em

De

O retorno de Marco Marconi ao Brasil foi marcado por uma aura de emoção e deslumbramento. O influente fundador do Boleiros Tips desembarcou no país após presenciar a espetacular final da Champions League em Wembley, um evento que ficará eternamente gravado em sua memória.

A partida, que trouxe o confronto épico entre Borussia Dortmund e Real Madrid, não decepcionou os fãs de futebol ao redor do mundo. Mas para Marco, o momento mais mágico da noite foi, sem dúvida, o gol decisivo de Vinícius Júnior. Aos 85 minutos do segundo tempo, Vini Jr. superou a defesa adversária e garantiu a vitória do Real Madrid, transformando em realidade o sonho de qualquer torcedor apaixonado pelo esporte.

“Estar em Wembley e assistir a uma final de Champions League é um sonho realizado. Ver de perto um gol do Vini Jr. foi simplesmente mágico,” declarou Marconi, ainda visivelmente emocionado pela experiência. Sua voz carregava a intensidade de quem testemunhou um momento histórico, um feito que, para muitos, representa o auge da glória futebolística.

Além de vivenciar pessoalmente a adrenalina e a euforia do estádio, Marco fez questão de compartilhar cada detalhe da sua jornada com seus seguidores no Instagram. Em uma série de posts e stories, ele documentou desde a chegada a Londres até os momentos de celebração após a vitória do Real Madrid. Seus relatos vibrantes e autênticos permitiram que seus seguidores também se sentissem parte daquela noite inesquecível.

Os vídeos postados mostravam um Wembley lotado, com torcedores fervorosos e uma atmosfera eletrizante. “Nunca vou esquecer a energia daquele lugar,” escreveu Marco em uma das legendas. “Ver a emoção nos olhos de cada torcedor, sentir o estádio tremer a cada lance… é uma sensação que palavras não conseguem descrever.”

Para Marco Marconi, a final da Champions League não foi apenas um jogo, mas uma celebração do espírito do futebol, um evento que encapsulou a paixão, a tensão e a euforia que o esporte pode proporcionar. Seu retorno ao Brasil não marca o fim dessa aventura, mas sim um novo capítulo em sua carreira como influencer e entusiasta do futebol. Agora, de volta ao seu país natal, ele carrega consigo não só as memórias de uma noite épica, mas também a missão de inspirar e compartilhar sua paixão com os milhares de seguidores do Boleiros Tips.

A chegada de Marco ao Brasil foi recebida com entusiasmo por seus fãs, que aguardam ansiosamente por mais relatos e insights exclusivos sobre o mundo do futebol. Seu testemunho da final da Champions League, contada com tanto fervor e autenticidade, reforça a ideia de que o futebol não é apenas um jogo, mas uma verdadeira arte que une pessoas ao redor do mundo.

Continue lendo

Cultura

Escritora Glaucia Afonso lança livro “Ativismo Religioso”

Publicado

em

De

Livro faz um chamado contracultural de combate às distorções, aos abusos e às feridas na vida da Igreja

A cantora e escritora Glaucia Afonso acaba de lançar seu terceiro livro. A obra aborda desde a sua inspiração, nascedouro, desenvolvimento, impactos e implicações na vida dos fiéis.

“O livro é uma conversa sobre a necessidade de repensarmos a cultura relacional sistêmica que fez do ativismo um instrumento facilitador para abusos em várias esferas no contexto religioso”, afirma Glaucia.

Morando nos Estados Unidos há nove anos, a autora conta que as experiências relacionais abusivas vivenciadas no ambiente ativista a adoeceram gravemente.

“O auxílio terapêutico me ajudou a abrir algumas janelas de reflexão e, na medida que fui organizando meus pensamentos, tentei encontrar materiais que pudessem me auxiliar no meu processo de cura, e percebi uma escassez imensa de livros e materiais acadêmicos nessa área. Foi então que decidi fazer pequenas anotações sobre o meu processo de superação diariamente e contribuir com pessoas que estejam sofrendo com as consequências do ativismo religioso que eu sofri. Percebi que mais do que nunca a urgência de contribuir com um material que nomeia crenças e comportamentos que precisam ser repensados na comunidade igreja.”

A escritora mineira, que tem Diane Langberg (A Redenção do Poder), Peter Scazzero (O Líder Emocionalmente Saudável) e Sara Hagerty (Invisível) como inspiração literária, conta o desafio que foi escrever o exemplar: “Lidar com os gatilhos emocionais que apareceram durante o percurso da redação, pois, remontam momentos de dor. Algumas noites foram difíceis de dormir”.

Em paralelo ao lançamento do livro, Glaucia oferece apoio e acolhimento terapêutico e diz que já pensa no próximo projeto:

“Algum material que possa auxiliar pessoas a acolher as vítimas de abuso com base nos dados que estou colhendo nos grupos de atendimento terapêutico”.

Sobre a autora

Casada com Silas, mãe de Pedro e Asaph. Conciliando a maternidade e a profissão de Cosmetologista, em 2015 titulou-se Bacharel em Direito pela PUC Minas, com foco em pesquisa em Arbitragem e Mediação. Formada em Teologia pela International Institute of Theology and Leadership. Capelã pela AMINS-USA. Conselheira Cristã, pela Boston Theological School. Terapeuta de casal e família, pelo ITFMG (em formação). Atuou como líder de mulheres por quatro anos, na Hope Church Cape Cod (IEQ Hyannis) de 2016 a 2020.

Durante o seu ministério em 2018 publicou dois livros: identidade pelas lentes do autor da Vida. Um livro direcionado ao resgate do valor da mulher, através do plano redencional e uma Antologia: Identidade Delas. Uma junção de testemunhos de várias mulheres que pela fé e pelo conhecimento do seu valor superaram: o trauma da perda de um filho, abusos, depressão, ideação suicida, abandono, timidez, milagres de cura e libertação de vícios.

Link para aquisição do Livro: https://www.livrepress.com.br/ativismo-religioso

Siga o Instagram do Livro: https://www.instagram.com/ativismo_religioso/

Acompanhe Glaucia Afonso nas redes sociais:
Instagram: https://www.instagram.com/me.glaucia/
Facebook: https://m.facebook.com/me.glaucia/

Continue lendo
Propaganda

Destaque