Conecte-se Conosco

Música

Sena MC lança clipe de “Vai se acostumando”

Publicado

em

[ouça Valioso aqui][assista aqui]

“Pra quem duvidou, assiste nois no pódio. Vai se acostumando a ver me na foto”. A faixa que encerra o álbum Valioso, do rapper Sena MC, fala sobre mirar a vitória a todo custo, abordando diversos temas de uma perspectiva de que ser da periferia não é um estigma, mas sim uma oportunidade de crescimento. Com produção de Delli Beatz, “Vai se acostumando” é um trap envolvente e ganha clipe no canal oficial da KondZilla.

“Muito especial ter gravado o clipe dessa música em parceria com a Beats. Quero agradecer a comunidade de Heliópolis e a CUFA, que foram super importantes. O processo de criação dessa música foi o meu favorito. De todas as músicas que eu fiz, essa foi a mais divertida, que me senti mais solto pra rimar. É uma canção de autoafirmação e ta muito bonito o clipe. Espero que todo mundo curta”, diz Sena MC. 

O clipe, gravado em Heliópolis, em São Paulo, foi dirigido por Kaique Alves e conta com Inteligência Artificial. “O clipe “Vai se acostumando” foi um experimento que deu certo. A ideia era criar uma comunidade fantasiosa a partir de algo já existente. Escolhemos os redondinhos de Heliópolis pela incrível arquitetura de Ruy Ohtake que agregou muito pro resultado final com seu look futurista. Com isso, incentivamos outros artistas a também re-criarem o que acreditam ser uma comunidade utópica”, afirma Kaique.

Sena MC se consagra como um dos maiores nomes na nova cena do rap. Seu álbum Valioso, representa não apenas a realização de um sonho, mas também um marco na sua carreira, consolidando o artista no cenário musical. O disco conta com 13 faixas e participações de Mc Luanna, Fleezus, Akira Presidente, VND, Ruas Mc, Burn Ras, e diretamente de Londres, Jammz.  

Vai se acostumando 

Sena MC – prod. Delli Beatz

 

Pra quem duvidou 

Assiste nois no pódio 

Vai se acostumando 

A ver me na foto 

 

Pra quem duvidou 

Assiste nois no pódio 

Vai se acostumando 

Vai se acostumando

 

E mais um dia nois aqui de novo

Lavando ódio embaixo do sereno

Lá na frente isso vai valer ouro

E ainda vamo continua correndo

 

Eu sou da onde o tratamento não é igual

 De quem vem do lá Jardim Europa

Jogador de várzea mira o mundial

Libertar dessas dores que ainda sufoca

 

Sou decisivo deixa que eu resolvo 

Marca de roupa não dita caráter

Eu trago várias marca no corpo 

Até na 25 eu sou de verdade

 

Muitos compete quem tem o tênis mais louco

Vem nas rima que eu me garanto

É o tal do fala muito e faz pouco

Por isso que nesse jogo eu ganho

 

Eu tô fazendo meu negócio

Ganhando de gregos e troianos

Tempo é dinheiro olho pro relógio

Rolex ouro branco

 

Pra quem duvidou 

Assiste nois no pódio 

Vai se acostumando 

A ver me na foto 

 

Pra quem duvidou 

Assiste nois no pódio 

Vai se acostumando 

Vai se acostumando

 

Pra quem duvido 

Assiste nois no pódio 

Vai se acostumando 

A ver me na foto 

 

Pra quem duvido 

Assiste nois no pódio 

Vai se acostumando 

Vai se acostumando 

 

Esses flashs não me cegam

Essas Bitch eu não quero

Nada pode tirar meu foco

Racista é Roma, eu sou nero 

 

No corpo dela acelero

Vrum, vrum

Lancei uma meca

KM zero

 

Olha só mudando a rota

Na fuga dos bota 

Tchau, obrigado hasta la vista 

Nosso corre é fazer as nota

 

Minha caminhada é limpa

Suja só no Serasa

Paga de cintura

Mas nunca pegou em arma

 

Cada vez que me destaco

Falsos saem de cena

Pra eles sou kriptonita

Essência do problema

 

Metendo nelas

Eles mete os pés pelas mãos

Ser favela virou frase

Em camisa de boy cuzão

Música

Grupo Puro Clima divulga single “Daqui Pra Frente”

Publicado

em

De

Faixa integra o projeto “Pra Quem Não Conhece” e é a grande aposta do grupo para o primeiro semestre do ano

O Grupo Puro Clima, uma das apostas do escritório de gerenciamento artístico GR Shows, finaliza o mês de fevereiro com um grande lançamento. Nesta sexta-feira (23), os músicos divulgam o single “Daqui Pra Frente”, que chega para esquentar os dias finais do mês. A faixa está disponível em todas as plataformas digitais e YouTube.

Com um elenco de compositores de renome, como Shylton Fernandes, Daniel Caon e Matheus Marcolino, a música promete cativar os fãs com o refrão chiclete e fácil de cantar. Enquanto a produção musical ficou a cargo de Rodolpho Lemes.

Este single, que chega como uma aposta do grupo para o primeiro semestre deste ano, faz parte do tão DVD “Pra Quem Não Conhece Puro Clima”, gravado em 28 de fevereiro de 2023, que já tem um EP lançado.

Continue lendo

Música

Quem é o pedreiro que aparece em vídeo com Leonardo?

Publicado

em

De

Cantor Fredd Costa divide seu tempo entre apresentações em bares de Goiânia e o trabalho na construção civil

Nos últimos dias a internet ganhou de presente mais um meme com um vídeo do cantor Leonardo fazendo segunda voz ao lado de um pedreiro. As brincadeiras foram do tipo: “Polliana foi ver porque a obra tá demorando…”. A situação era o que parecia, ou quase. O novato cantor, Fredd Costa, de 38 anos, é realmente pedreiro, mas a obra não é da esposa do Leonardo. Ela é uma casa do condomínio Talismã, negócio imobiliário que leva assinatura dele, onde ele esteve na última semana.

Mais que vistoriar o negócio, Leonardo também checou o talento de Genilson Higino, mineiro de Divino, Minas Gerais, que, acreditando no sonho de se tornar um cantor reconhecido, veio para Goiânia no final do ano de 2023 com o objetivo de conhecer o veterano e mostrar suas composições. “Eu sabia que se tivesse a oportunidade, minha música seria um estouro”, declara Fredd Costa, nome artístico adotado pelo pedreiro.

O plano foi traçado há algum tempo. Já dominando o ofício na construção civil na cidade natal, ele pediu trabalho para o mestre de obras que atua no condomínio em Guapó, e veio com cara e coragem, acreditando que um dia, Leonardo iria aparecer. “E não é que aconteceu rápido!. Lá na obra sempre tem uma resenha e meu violão estava sempre preparado. Quando o patrão falou: o Leonardo tá aí, você ta pronto? eu disse: nasci pronto rapaz”.

O vídeo com a canção Fratura Exposta já rendeu mais de 1 milhão de visualizações em um perfil de redes sociais. Surfando na onda dos memes, Fredd espera que a internet seja uma propulsora do seu trabalho. “O Leonardo sempre foi minha grande fonte de inspiração e vou aproveitar esse momento para mostrar minha voz”.

Assim, de tijolo em tijolo, é que o cantor Fredd Costa vem arquitetando sua vida. Foi nessa mesma obra que ele conheceu a estrategista de carreira e CEO da Officina de Estrelas, Maris Tavares, que endossa o talento nato. “Fredd tem um carisma, talento e visão de oportunidades incríveis”, pontua.

Saiba mais sobre o artista, acesse o @freddcostacantor

Continue lendo

Música

Neste sábado(24), tem o Pagode do Sombrinha no Casarão do Firmino na Lapa

Publicado

em

De

Abertura com os Grupos Bigua e Ato Lek e nos intervalos tem a DJ Nicolle Neumann

Neste sábado (24), a partir das 17h, tem show do cantor Sombrinha no Casarão do Firmino, que fica na rua da relação – 19, com aquele esquema que você já conhece. Você paga um valor colaborativo, na maior casa de samba do centro do Rio.

E uma dica: Cheguem cedo porque a casa lota, pois a procura pelo evento é muito grande e você não vai ficar de fora né?!. Te esperamos! Abertura do evento com os grupos Bigua e Ato Lek e nos intervalos a DJ Nicolle Neumann animando a galera!

Sombrinha. Não há quem ouça esse nome que não se recorde de algum sucesso que lhe marcou a vida em algum momento.

Cantor, compositor, musicista, artista completo.

Com a música correndo em seu sangue, Sombrinha desde novo vive e respira samba: autodidata, aos 16 anos já tocava sete cordas profissionalmente. Aos 18 anos, gravou seus primeiros trabalhos, acompanhando Baden Powell e os Originais do Samba. Dominou como poucos instrumentos de corda, sobretudo cavaquinho, violão, banjo e bandolim. Dois anos depois, já estava no Rio de Janeiro brilhando, ao lado de nomes como Almir Guineto, Jorge Aragão e Neoci, o movimento musical revolucionário que daria origem ao Grupo Fundo de Quintal, conjunto musical do qual foi cofundador. Não somente, como músico destacou-se na parceria com Arlindo Cruz, acumulou dezenas de discos gravados, conquistou 10 prêmios Sharp de Música e escreveu mais de 500 canções, entre elas sucessos como “O show tem que continuar” (Sombrinha / Luiz Carlos da Vila / Arlindo Cruz); “Ainda é tempo de ser feliz” (Sombrinha /Arlindo Cruz / Sombra). “Além da Razão” (Sombrinha / Sombra / Luiz Carlos da Vila), “Fogo de Saudade” (Sombrinha/ Adilson Victor) e incontáveis canções, regravadas por nomes como Beth Carvalho, Zeca Pagodinho, Chico Buarque e Alcione, dentre muitos outros.

Um “Palácio do Samba”, como é popularmente conhecido, localizado no berço da boemia carioca, no bairro da Lapa, entre o Centro e a zona sul do Rio de Janeiro, o Casarão do Firmino é conhecido pelas tradicionais rodas de samba que reúnem grandes nomes do cenário musical, pessoas de todos os cantos do Rio de Janeiro, além de turistas brasileiros e estrangeiros.

O idealizador do Casarão é o empresário Carlos Firmino, de 42 anos, que dá nome ao espaço cultural, que ocupa uma área coberta e ampla, de fácil acesso, situada na efervescência cultural do Rio. O Casarão também é símbolo de resistência. Os eventos buscam resgatar a essência do samba, com entradas gratuitas ou colaborativas, em que cada frequentador contribui se quiser e com quanto puder. O principal objetivo é manter vivo o ritmo que mexe com pessoas do mundo inteiro.
“Amarra a marimba e espalha a fofoca!” O bordão já é uma marca. A expressão criada por Carlos Firmino para divulgar as atrações do Casarão, hoje, é repetida por artistas e frequentadores assíduos do espaço mais concorrido da boêmia Lapa. E não apenas a frase ganhou fama. A fila que se estende pela rua da Relação e toma a calçada da esquina, na Lavradio, reforça que o Palácio do Samba é ponto de encontro de cariocas e turistas.

Aliás, o local parece estar mesmo na moda. É cada vez mais comum encontrar no estacionamento decorado – são samambaias, lâmpadas, placas e pinturas que celebram orixás e homenageiam Nelson Mandela -, atores, atrizes, jornalistas, influenciadores digitais e grandes nomes do mundo do samba. Recentemente, Moacyr Luz, Xande de Pilares, Pique Novo, Sombrinha, Feyjão, Jorge Aragão passaram pela casa.

Vinny Santa Fé, Délcio Luiz, Gabriel da Muda, Nego Álvaro, Toninho Geraes e Serginho Meriti também estão sempre presentes e são sinônimo de sucesso de público. O grupo Arruda é outra atração que atrai fãs de todos os cantos da cidade, assim como o Pagode da Beta, potência dessa geração que não deixa o samba morrer.

SERVIÇO
Pagode do Sombrinha no Casarão do Firmino Abertura do evento com os grupos Bigua e Ato Lek e nos intervalos a DJ Nicolle Neumann
DATA: 24 DE FEVEREIRO, SÁBADO
LOCAL: Rua da Relação, 19, na Lapa
HORARIO: A partir as 17h
ENTRADA COLABORATIVA

Continue lendo

Destaque